Microfisioterapia | Espaço Bem Viver

A Microfisioterapia é uma técnica de tratamento manual aplicada sobre o corpo da pessoa. Visa tratar a causa da doença e não apenas seu sintoma. Capaz de identificar tecidos que perderam sua função e vitalidade normal após eventos agressores ao organismo, a Microfisioterapia promove a normalização e a regulação das regiões corporais afetadas.

Complementar à Medicina Tradicional, a Microfisioterapia trata a mente e o corpo como um todo, do mesmo modo que a Homeopatia e a Medicina Tradicional Chinesa.

Desenvolvida na França, por Patrice Benine e Daniel Grosjean há aproximadamente 25 anos. A Microfisioterapia é muito utilizada em países da Europa e da África e atualmente vem se difundindo por todo o mundo. No Brasil, é cada vez mais procurada por seus benefícios e resultados.

Microfisioterapia, quais os benefícios?

Os benefícios proporcionados pela Microfisioterapia são muitos, entre eles pode-se destacar:

  • Melhora do estado emocional;
  • Alívio das dores;
  • Estimulação do sistema Imunológico;
  • Identificação da causa primária de um sintoma ou de uma doença;
  • Promoção da saúde;
  • Prevenção de doenças;

 

Quais são as bases da Microfisioterapia?

A Microfisioterapia tem como base científica a Embriologia. O cérebro, a pele e seus anexos têm da mesma origem embrionária, o ectoderma, o que explica a profunda relação entre eles.

Sem percebermos, os sentimentos e as emoções que nos afetam são registrados pelo sistema nervoso em nosso corpo e permanecem influenciando nossa saúde quando não os tratamos.

Considerando esses fatos, a Microfisioterapia promove o tratamento por meio de toques específicos sobre a pele, a fim de estimular o sistema nervoso a eliminar esses registros e restabelecer o equilíbrio físico e emocional. Esse processo tem como fundamento quatro princípios elementares:

  • a autocura;
  • a cicatriz patológica;
  • a correção homeopática;
  • a micropalpalção.

 

É indicado no tratamento contra os sintomas

  • Dores físicas;
  • Depressão bipolar;
  • Alergias em geral;
  • Traumas emocionais;
  • Fibromialgia;
  • Fobias;
  • Ansiedade.

 

Para quem a Microfisioterapia é indicada?

É indicada para qualquer pessoa, independente da patologia ou idade. A Microfisioterapia é uma técnica complementar que visa encontrar a causa dos eventos. Não se opõe à Medicina ou à Fisioterapia, atuando de forma preventiva ou curativa.

 

Sessão

Durante a sessão, que pode durar de 45 a 60 minutos, a sensação que o fisioterapeuta procura no corpo do paciente é a perda de ritmo vital. Qualquer atividade corporal tem seu ritmo vital dentro do organismo e também à superfície da pele.

Estes ritmos vitais são percebidos pelas mãos como “micromovimentos”. O fisioterapeuta vai palpar diferentes zonas do corpo a fim de verificar se os ritmos são normais, essa palpação se faz em um movimento de aproximação das mãos. Se os ritmos estiverem ausentes, isso significa que existe uma “cicatriz”, fonte de uma disfunção na região ou a distância.

É essa sensação que vai guiar o terapeuta a seguir o caminho que a agressão percorreu no corpo e consequentemente ativar sua auto cura.

 

Quantas sessões são necessárias?

Normalmente são necessárias 1 à 3 sessões para tratar um sintoma, com intervalos de 30 a 60 dias entre uma sessão e outra. A necessidade da segunda e terceira sessões dependerá de como foi a evolução do paciente.

Dra. Nádia Cristina Polpeta, doutora pela Universidade Estadual de Campinas, Fisioterapeuta, especialista em Microfisioterapia e Acupuntura.

Fonte: Grosjean, Daniel. Investigação em Microfisioterapia, 2016; fisioterapia.com/ o que é a microfisioterapia;